terça-feira, 17 de janeiro de 2017

America's Sickest Home Videos Part 2 (2000)


Como você já deve ter percebido por causa do título, essa é a segunda parte do filme America's Sickest Home Videos. O primeiro foi produzido em 1999 e era basicamente, um filme meia-boca onde os personagens da "trama" assistiam alguns vídeos chocantes e outros bem idiotas. Esse foi produzido alguns meses depois. Mas, não sei dizer ao certo se ele chegou a ser lançado naquela época. De qualquer maneira, as duas partes foram produzidas pela Black Bambi Films e o nome do diretor não foi creditado.

Esse filme é descrito como sendo mais nojento e perturbador do que a primeira parte. Principalmente, nas sinopses em sites onde ele é vendido. Se olharmos para a capa e o aviso que existe impresso nela, parece mesmo que encontraremos algumas coisas bem nojentas e outros vídeos bem curiosos. Eu por exemplo, pensei que seria surpreendido bastante nesta sequência que prometeu muito e mostrou quase nada! Por sorte, eu não comprei esse filme e sou muito grato por isso. ;)

Em ASHV Part 2, não temos mais aqueles personagens toscos para dar um toque de humor ao documentário. Então, o filme agora adotou o formato shockumentary para mostrar cada um dos vídeos que o diretor considera "Sickest". Começamos com um vídeo onde um homem tenta atrapalhar o sono de seu amigo. Ele coloca o seu sapato com chulé para despertar o outro (ao som da trilha de abertura de Os Simpsons, vindo de uma TV ligada). Visto que isso não causou nenhum efeito, ele simplesmente tira as calças e resolve peidar na cara do amigo. Isso é engraçado? Não sei, parece coisas que encontramos facilmente hoje no YouTube ou What's App. Pensei que ele fosse defecar na cara do outro ou algo assim por causa da capa que é bem sugestiva. No próximo vídeo, conhecemos um homem que mostra alguns de seus piercings e seu pênis perfurado. Na sequência, vemos algumas cenas de um programa ou quadro de TV chamado Ask Dr. Parrish, onde os telespectadores fazem algumas perguntas estranhas. Como não tem legendas, é difícil descobrir onde está a graça nisso.


Depois de ver muitos vídeos como adolescentes brigando, um viciado engolindo drogas, uma jovem bêbada insinuando sexo oral com uma garrafa, uma câmera spy mostrando um homem usando calcinha e um punk colocando piercings, já podemos perceber que nada de interessante vai sair dai. Parece, que fomos enganados.

Do meu ponto de vista, America's Sickest Home Videos Part 2 é muito mais inferior do que o primeiro. Tanto na qualidade técnica, como também na intenção de deixar o espectador chocado. Mas, alguns vídeos aqui até que são capazes de ficar na nossa memória por algum tempo, como é o caso da mulher com seios gigantescos e uma cena onde duas pessoas, estão fazendo sexo na praia sem se intimidar com os outros banhistas. Um outro vídeo que merece um pouco de destaque, é de um homem com o pênis cheio de piercings, erguendo uma bola pesada com o mesmo. De resto, só umas "vídeos cassetadas" e outras bobagens. Nunca julgue um filme pela capa. 3/5

domingo, 15 de janeiro de 2017

America's Sickest Home Videos Part 1 (1999)


America's Sickest Home Videos é um filme que mostra vários vídeos amadores de alguns dos americanos mais retardados e suas performances masoquistas e absurdas.

Foi produzido pela Black Bambi Films nos anos 1990s (de acordo com o copyright nos créditos finais). Em 2011, ele acabou conquistando alguma popularidade, devido o relançamento em DVD distribuído pela Braim Damage Films. Não sei dizer ao certo se algum dia esse filme foi lançado em VHS, já que minha única ferramenta de pesquisa é a internet. Como a minha cópia do filme não é de boa qualidade, não é possível ver com clareza o ano de produção. E de acordo com o site IMDB, a Black Bambi Films produziu um documentário chamado 2001: The Final Breath (2000). Mais tarde, o filme ganhou uma sequência chamada America's Sickest Home Videos Part 2.


Misturando filme com documentário de choque, ASHV Part 1 começa com um exótico casal americano se preparando para assistir uma fita VHS com "Os vídeos mais doentes da América". A mulher (que claramente é um homem vestido como mulher), diz para o seu companheiro que o filme a seguir, contém muitas coisas desagradáveis e alguns vídeos divertidos. Como o filme é dividido em dois volumes, esse acabou herdando as cenas mais fracas...

O primeiro vídeo, é sobre um casamento coletivo envolvendo nudismo. Destaque para o padre peladão e um casal de idosos. Mas, isso não é perturbador e sim esquisito. O nosso próximo vídeo, é sobre uma discussão envolvendo uma mulher que acaba terminando em pancadaria. Isso foi em 1990 e a mulher em questão, tira a própria roupa para brigar (Esse vídeo aparece também no shockumentary BANNED FROM TV). O terceiro vídeo é de um homem tentando quebrar uma garrafa em sua cabeça e após inúmeras tentativas, ele finalmente consegue (BANNED IN AMERICA 2 também mostrou isso). Na sequência, um homem está descendo uma pista com um carrinho para se chocar contra várias caixas em chamas (também da coleção BANNED FROM TV). E finalmente, um vídeo que eu não conhecia em nenhum outro documentário. Mas, esse não é perturbador e nem engraçado. Se trata de um adolescente que coloca algum tipo de espuma no rosto de um homem que está embriagado. Após ver muitos vídeos familiares e outros bem tosco, acabei percebendo que o filme não é tão "Sickest" como o título sugere. Mas, isso não significa que qualquer pessoa possa assistí-lo.


A parte mais nojenta e perturbada do filme, é um vídeo de scat que nem consegue ser tão ofensivo assim. Se você acha que qualquer coisa no mundo é considerada SPOILER, então essa é uma boa hora de parar a leitura aqui mesmo e pular para o último parágrafo. Na Ásia, conhecemos um casal peculiar com um apetite no mínimo.... bizarro! A mulher defeca dentro de um prato bem diante das câmeras e na sequência, o homem devora todo o seu excremento com muita satisfação. E sem querer bancar o chato, essa é uma cena lançada na coleção japonesa "Arquivos da Morte" (eu tenho quase certeza que é no "Horrores" ou em "Mundo Cão").

O último vídeo é o mais longo de todo o filme. Se trata de uma brincadeira de muito mal gosto onde alguns adolescente idiotas, fazem várias coisas absurdas com um senhor que está totalmente embriagado. Eles colocam fogo por diversas vezes na roupa do homem, que é apagado depois de um tempo. Um dos jovem improvisa um "lança-chamas" com um isqueiro e um spray, que é disparado contra o homem — que ainda está com uma garrafa de bebida alcoólica na mão —. E acredite, todo esse "showzinho" de tortura e crueldade, estar sendo filmado por algum desses indivíduos. Um corte de cena acontece e vemos o homem sentado sobre uma cama. Ele recebe um spin e outros golpes de luta-livre (Wrestling profissional) de um dos jovem agressores. Parece divertido, mas prefiro não rir disso. De volta a sala, mais fogo na roupa da vítima. Especialmente, no meio das pernas. A vítima tem a cara pichada com um spray prateado e mais tarde, eles embrulham a cabeça dele com fita  adesiva e batem em seu rosto (para desperta-lo, já que o homem parece está sendo sufocado). Depois dessa cena digna de filme de terror, eles removem a fita com violência e lhe fazem um penteado no mínimo, ridículo. Fico me perguntando como esse vídeo foi parar na internet e se esses adolescentes, receberam algum tipo de punição... e desculpe, mas esse vídeo, também pode ser encontrado tanto em BANNED FROM TV como também no BANNED IN AMERICA, só que não em sua versão completa.


Concluindo, esse filme possui bons momentos, embora não seja tão chocante como deveria ser. O interessante nele, é a forma como cada um desses vídeos são mostrados. Bem parecido com o filme V/H/S. No intervalo de um vídeo para o outro, vemos os três personagens do filme (o terceiro não sei de onde apareceu) rindo, fazendo comentários, ficando chocados e até mesmo transando. Basicamente, temos aqui um "Shockumentary" dentro de um filme e isso não se ver todos os dias. Estou muito empolgado para assistir a segunda parte, já que ela promete ser mais perturbadora do que a primeira!

quinta-feira, 12 de janeiro de 2017

Banned In America II (1998)


Essa é a segunda parte da coleção Banned in America, lançado em 1998. Até o momento, são cinco documentários que mostram cenas brutais de morte e violência. Qualquer semelhança com Faces of Death e "Arquivos da Morte", não é mera coincidência. Pois cada uma destas franquias de documentários, representam uma parte do universo mórbido e brutal do gênero shockumentary.

O que são filmes shockumentary? Em poucas palavras, são documentários que mostram cenas explícitas de morte, violência ou qualquer outro tema considerado tabu ou extremo demais para os olhos mais sensíveis. E apesar do formato jornalístico, esses documentários nem sempre são educacionais. O principal objetivo da maiorias deles, é chocar o seu público mostrando o lado selvagem do mundo onde vivemos. Por isso, a maioria dos críticos consideram o shockumentary como um gênero sensacionalista. Vísceras, exposições de cadáveres, cabeças esmagadas, culturas bizarras, tortura, cirurgias, imagens de morte, assassinatos, vítimas de acidentes fatais e muito sangue. Você pode encontrar isso tudo isso e mais um pouco em um documentário de choque. Se a morte explícita impressiona você, não veja este filme e nenhum outro do gênero!


Banned in America 2 já começa tenso e muito gore. Em algum lugar da Ásia, um homem fica preso no teto de um elevador e é esmagado como um tomate, literalmente. O braço da vítima é mostrado diante da câmera, assim como um close de sua cabeça e uma expressão de morte em seu rosto difícil de encarar. Na sequência, vemos alguns videos que foram mostrados antes na coleção japonesa DEATH FILES (lançado aqui no Brasil como o nome "Arquivos da Morte"). Se isso é plágio, eu não sei. Prefiro pensar que um se inspirou no trabalho do outro, já que é muito comum vermos o mesmo vídeo em várias produções diferentes. É como ver uma manchete sendo transmitida ao vivo em vários canais ao mesmo tempo. Ninguém está copiando ninguém. No entanto, essa não é a primeira vez que BANNED IN AMERICA, utiliza vídeos importados de outros documentários lançados antes dele ou na mesma década.

Apesar de ser apenas 47 minutos de duração, o documentário consegue ser chocante na medida certa. No continente asiático, vemos algumas cenas de acidentes automobilísticos que impressionam. Cabeças esmagadas e corpos dilacelarados, sem nenhuma tarja preta ou borrões pixelados para reduzir o impacto da cena de morte. E claro, tudo aqui é real e foi documentado pelas câmeras de jornalistas e/ou cinegrafistas amadores. Em uma visita a sala de necrotério, vemos uma exposição de corpos decapitados ao lado de suas cabeças. Mas nada é mais impressionante como um homem cortado ao meio e ainda com vida, mas esse acaba morrendo antes mesmo de receber os primeiros socorros médicos.


Diferente do original BANNED IN AMERICA, essa sequência contém umas imagens no mínimo... sem graça! Como por exemplo, algumas cenas de acidentes aéreos que apesar de ser algo triste de se ver, não é tão chocante assim. Existe também um vídeo de um cara tentando quebrar uma garrafa de vidro em sua cabeça que só mesmo um fã de JACKASS poderia achar engraçado. Também temos uma demonstração de como um piercing masculino e feminino é colocado nas partes íntimas, bem como um homem comendo escorpiões vivos, tourada, briga de Pit bulls e outras coisas que eu prefiro que você veja com seus próprios olhos.

Assim como acontece na maioria das sequências de filmes, essa segunda parte é inferior ao primeiro. Em BANNED IN AMERICA I, temos uma coleção de vídeos mistos que foram selecionados a dedo. Já em BIA 2, existem muitas cenas grotescas de mortes, mas boa parte do material não consegue surpreender tanto como o seu antecessor. Parece que alguns vídeos só estão presente aqui para servirem como "tapa buracos" e isso acabou reduzindo a qualidade do material. Para a nossa alegria, ainda existem três volumes que foram lançados depois deste e claro, o FILMES PERTURBADORES vai falar de cada um deles no futuro !