quarta-feira, 17 de janeiro de 2018

「ACJ-04」 美女格闘家血まみれリョナ地獄 Vol.4 (2012)


Uma jovem japonesa é brutalmente espancada até ser nocauteada.

Será que não há limites para o que é considerado fetiche no Japão? As vezes, parece que não. Este filme nos mostra que até mesmo uma luta de boxe, pode ser explorado no mercado pornográfico.

"Catfight" é um tipo de filme de fetiche onde normalmente, há duas mulheres lutando! Kickboxing, wrestling, cosplay ou até mesmo uma simples briga de rua, tudo isso é válido. Homens também são permitidos em batalhas catfight e o uso de vibradores é bastante comum. Aqui no brasil, a MFX MEDIA já produziu alguns filmes do gênero, incluindo alguns títulos estrelado pela própria Latifa.

Muitas pessoas gostam de mulheres poderosas, especialmente vilãs! Por exemplo, nem é preciso ser um grande fã da DC para gostar da Harley Quinn. Garotas badass são sempre muito sexy! Agora, o que dizer de um filme onde uma mulher é espancada por um homem com o dobro de seu peso? Será que tem alguém no mundo que acha isso sexy?


Conhecido também como "Beautiful Fighter in Bloody Ryona Hell Vol.4", o filme começa mostrando uma lutadora se aquecendo para a maior luta de sua vida! Não demora muito, até que surge um lutador mascarado. No começo, ela até que tenta derrotar o seu oponente com seus golpes, mas o que vemos a seguir, é uma mulher sendo usada com saco de pancada e um resultado previsível!

Você deve estar se perguntando, que tipo de pessoa sente prazer de ver um filme assim? O mercado pornográfico no Japão, é um lugar bastante peculiar, cheio de criatividade e muitas bizarrices! Podemos encontrar filmes com mulheres defecando, BDSM com tortura extrema, lindas japonesas vomitando e até filmes seppuku que não sabemos se é real ou não. Há um publico especifico para cada filme de fetiche, inclusive para os fãs de wrestling ou boxe que gostam de batalhas sangrentas.


A sinopse original do filme, fala sobre uma mulher cheia de hematomas vomitando sangue. Será que isso é tão divertido assim? Eu só consigo comparar isso com o Devil's Experiment, onde uma mulher é torturada até a morte. Voltado ao filme, a mulher leva diversos socos na cara, no estomago, chutes e "chave de braço". Em um dado momento, a atriz aparece cheias de hematomas pelo corpo e cuspindo sangue! Para aumentar ainda mais a violência gratuita, o filme termina com uma cena de tortura, onde a lutadora é mobilizada e espancada até desmaiar!

Apesar de todo esse show de bizarrices, isso é só um filme! Os golpes são muito bem executados, mas obviamente, o ator não usa 100% de sua força. Coloquemos como exemplo "El Chavo del 8". Quando o seu madruga (Ramón Valdés) recebia os tapas de Dona Florida, havia uma mudança de câmera repentina. Aqui é igual, só que alguns golpes realmente são verdadeiros. Além da violência, uma outra coisa que chama bastante atenção, são os erros de gravações. As vezes o pé do cameraman aparece na filmagem ou ele filma sem querem o outro companheiro que também está filmando a cena.


ACJ-04 (numero de catalogo do filme) é apenas um dos filme produzidos pela AKIBACOM. existem muitos outros filme e diversas empresas que produzem Catfight para fetichistas do mundo todo. Esse tem um diferencial por envolver sangue, mas existem muitos outros assim! Alguns títulos mais obscuro, também envolvem scat, cosplay e enema, iremos falar deles mais tarde !

sexta-feira, 5 de janeiro de 2018

「DGEN-002」 鰻と泥鰌と憐れな肛門 The Anus Sad To An Eel And A Loach


Uma banheira cheia de enguias e três japoneses tarados !

Que capa maravilhosa, não é mesmo? Não é sempre que vemos algo assim. Parece que compartilhamos o mesmo gosto por coisas bizarras, ou pelo menos, você é um curioso cheio de coragem! De qualquer maneira, seja muito bem-vindo ao mundo bizarro dos fetiches extremos!

"DGEN-002" é um daqueles filmes japoneses de fetiche que você só acredita vendo! É menos hardcore do que aqueles filmes scat, admito, mas ainda sim não é para todos os gostos. Tudo depende do seu ponto de vista! Produzido pela GENKI, este filme faz parte de uma coleção de filmes eróticos envolvendo animais marinhos e insetos. Por falta de um termo melhor, podemos dizer que esse é um filme de zoofilia ou bestialidade. Isso soa estranho, já que a maioria dos animais acabam morrendo em cena.


O primeiro volume da coleção, intitulado 獣という雌に抱かれて ( DGEN001 - Love By The Scalpel Dog ), mostra uma mulher transando com um cachorro! Como a zoofilia já é um assunto bastante discutido, não adianta falar sobre ele no momento. Inclusive aqui no brasil, existem toneladas de filmes com homens e mulheres transando com animais, especialmente cães e cavalos. Já este segundo volume, traz um novo tipo de bestialidade, algo bem mais absurdo que uma japonesa transando com um cão de pinto pequeno...

"DGEN-002" (as vezes chamado erroneamente de "GEN-002"), começa mostrando uma mulher dentro de uma piscina inflável com várias enguias vivas. A mulher está sem roupa, se masturbando com essas criaturas como se fosse a coisa mais normal do mundo! Para quem odeia o "gemidão do Whatsapp", é melhor manter o controle da TV por perto.

Quem nunca pegou uma enguia para se masturbar, não é verdade? Só que o filme ganha um tom mais bizarro, quando aparece uma lutadora de wrestling pra praticar bestialidades com um ator bem esquisito.


A segunda cena do filme é totalmente insana, é onde as coisas começam a ficar fora de controle! Difícil saber se é para rir ou ficar boquiaberto. Uma atriz com uma máscara de lucha libre, está praticando femdom com um cara meio retardado. Ela coloca várias enguias dentro de uma meia-calça, para depois colocar na cabeça do homem, como se fosse uma máscara. O homem recebe vários tapas violentos na cara. Não é brincadeira, a atriz realmente mete a mão com vontade na cara do sujeito! Mas isso, é o de menos. Ela usa alguns golpes de luta profissional nele, como "chave de braço" e outros golpes que não sei o nome. Depois disso, várias enguias são colocadas dentro da cueca do homem, que recebe vários chutes no meio das pernas! Após a sequencia de golpes "quebra nozes", a mulher enrola uma enguia em seu pênis, masturbando ele até o clímax! Isso é algo bem bizarro, mas o pior mesmo só acontece no terceiro ato.

Na terceira cena é onde toda a mágica acontece! Quando um novo ator entra em cena, a mulher se posiciona para receber a primeira enguia em seu reto. Só que devido o seu tamanho, o animal acaba não entrando por conta próprio, e os atores resolvem usar outras bem menores. É difícil descrever esta cena sem falar alguns palavrões. Vamos ser realistas, né? Esse é um filme pornô só para adultos! Não é como se eu estivesse falando sobre politica. Voltando ao filme, duas enguias são colocadas dentro do anus da atriz, enquanto outras duas são introduzidas em sua boceta, assim como dois ovos crus. Isso tudo será usado mais na frente, em uma cena onde a mulher faz enema dentro de um prato! Será que a mulher consegue remover todas as enguias do seu corpo? Ou será que não? Bom, isso você vai tem que descobrir por conta própria! De resto, só uma cena de sexo e uma cena bônus no final, onde uma câmera é introduzida dentro da mulher !


The Anus Sad To An Eel And A Loach é apenas mais um dos diversos filmes estranho de fetiche vindo do japão. Por enquanto, DGEN series já conta com 28 volumes, cada qual mais nojento que o outro! Esse filme não é a pior produção da GENKI, a mesma já produziu pornografia ainda mais bizarras envolvendo sapos, minhocas, cobras, polvos, peixes dourados, baratas e etc.

segunda-feira, 1 de janeiro de 2018

Tea Break (2004)


A dura rotina de um homem que trabalha em um matadouro bastante peculiar.

Este curta é um chute na bunda na maiorias dos filme de terror hollywoodianos! São apenas seis minutos de duração, mostrando um gore-splatter com direção de Sam Walker. É difícil falar sobre ele sem citar pontos cruciais da trama. Por isso, o curta vai está disponível logo no final desta mini-resenha. ;)

Os efeitos especiais são bem interessante, mas não é explicito. Afinal, estamos falando de um curta metragem de baixo orçamento! Um homem sujo e com cara de poucos amigos, está trabalhando em um matadouro. Quando a esteira rolante começa a funcionar, eis que surge várias pessoas que foram capturadas e amordaçadas! O resultado, você já sabe : Muito sangue será derramado!

"Tea Break" é um curta sangrento de humor negro, que mostra pessoas sendo abatidas como animais! Não há nenhum dialogo, tornando o filme acessível para qualquer pessoa.

Pode ser que exista alguma critica social nesse curta. Alguns trabalhadores de classe baixa, trabalham em condições precárias, ganhando muito pouco e com uma jornada de trabalho abusiva. São escravos do trabalho, por assim dizer. As vezes, nem sobra tempo pra tomar um cafezinho. hehe

Aproveite a oportunidade para ver outros trabalhos de Sam Walker, como a comédia de humor negro "Duck Child". Acesse o canal oficial dele clicando aqui .


Tea Break from Sam Walker on Vimeo.

segunda-feira, 4 de dezembro de 2017

[MF-6847-1] Human Centipede - The Experience (2017)


Essa é uma parodia de"A Centopeia Humana", criada pela NewMFX (MFX Media) em meados de 2017.

Achou aquela cena de coprofilia do filme original muito fraca? Gostaria de ver aquilo de uma forma mais explicita e chocante? Suas preces foram finalmente ouvidas, mas será que você tem estomago para isso?

Apesar do título americanizado, "Human Centipede - The Experience" é um filme brasileiro! Isso ocorre por que a maioria dos compradores são estrangeiros, enquanto que o brasil, representa apenas uma pequena parte dos lucros. Se todos os produtos que estão em catalogo no site da MFX fossem vendidos apenas para nós brasileiros, talvez, essa empresa já teria falido! Isso é, a maioria aqui nem sabem que essa produtora existe ou não querem pagar pra ver um filme sobre mulheres defecando e comendo fezes. É o tipo de coisa que ninguém quer ver nem de graça! Por outro lado, sempre vão existir aqueles mais corajosos que buscam um entretenimento como este, algo bem chocante e nojento, o tipo de filme que as imagens ficam na cabeça por um tempo, mesmo após o filme ter sido deletado ou destruído. O filme desta resenha é assim!


O filme (ou vídeo, já que formalmente ele não tem capa, introdução e encerramento) começa com uma mulher chamada Diana, batendo em uma porta à procura de ajuda. Ela é recebido para uma cirurgiã que atende pelo nome de Isabella; uma mulher negra que pode ser tudo, menos educada. Provavelmente, ela odeia seres humanos! Diana descobre que na casa não há telefone e para não dar viagem perdida, ela decide ir até o banheiro, mas durante o caminho, acaba descobrindo por acidente, uma sala cirúrgica e uma mulher desacordada. Ela entra em pânico e tenta fugir, mas acaba sendo colocada para dormir com Clorofórmio. Agora, qualquer semelhança com The Human Centipede não é mera coincidência!

Quando Diana desperta (assim como a paciente cujo nome não é revelado), as duas recebem uma pequena aula de "como criar uma centopeia humana" (com direito a xerox dos desenhos do Dr. Heiter). Na cena seguinte, as atrizes estão unidas e a medica com muito orgulho, comemora o sucesso do seu experimento!

É estranho como esse filme consegue ser nojento e engraçado ao mesmo tempo! Quer dizer, as duas mulheres estão "unidas", uma com o rabo na boca da outra. A medica diz que vai cagar dentro da boca da primeira "centopeia" e o que ela faz? Simplesmente obedece! Não existe nenhuma forma de resistência, não precisa bater, gritar ou fazer inúmeras ameaças de morte. Eu sei que isso é um filme porno, mas ainda sim não deixa de ser patético! Diana coloca a boca no rabo da atriz e engole todo o seu excremento, quase que de imediato!


Não pude deixar de notar a qualidade das fezes nesse filme. Eu analisando merda? Pois é cara, que mundo louco. A atriz principal (Isa) defeca um tipo de massa esverdeada. Não sei se isso foi causado por alguma dieta rigorosa para a produção do filme. Eu espero que sim, pois isso me pareceu um pouco falso. Pode ter sido enema, algum tipo produto que foi introduzido diretamente no anus da atriz para ser ejetado mais tarde. No entanto, depois de avaliar bastante as expressões faciais da atriz (Diana) que devorava essa "massa verde", acabei me convencendo que aquilo poderia sim ser real. É possível ver a agonia no rosto da atriz e a ânsia de vomito dela na hora da mastigação. Um outro detalhe importante nesse filme (que na verdade é um erro de gravação), é que duas dessas atrizes não conseguiram defecar em cena, já que não estavam com vontade, provando assim que esse vídeo não é fake!

Abaixo, um link torrent do vídeo com qualidade Ultra HD 4K (2,9 GB). Se preferir, você pode assistir ele aqui ou até baixar em outras resoluções no mesmo site, a escolha é sua!

sábado, 2 de dezembro de 2017

Your Christmas Scat Wish (MFX Media, 2005)


Karla e Latifa estão de volta para o MELHOR natal de todos os tempos! Achou mesmo que as duas só haviam feitos Hungry Bitches e Scat Swapping School Swallow? Isso tá longe de ser verdade! Nós apenas exploramos as bordar de uma privada suja com merda, ainda precisamos enfiar a mão lá no fundo, para descobrir todos os filmes scat das duas atrizes brasileiras!

O que são filmes perturbadores? Em poucas palavras, são aqueles filmes que causam um certo desconforto ao espectador. E quando eu digo desconforto, estou me referindo a vários tipos de sensações ruins que pode variar bastante de um filme para outro! Canibalismo, necrofilia, incesto, cenas angustiantes, crueldade contra animais, exposições de cadáveres, surrealismo, blasfêmia, coprofilia, perversão sexual... a lista de coisas que tornam um filme perturbador é bastante extensa. Mas o filme precisa mostrar isso de maneira bem explicita e chocante, como na arte marginal dos filmes undergound, por exemplo. Your Christmas Scat Wish não é um show da broadway, é um filme de coprofilia bem nojento com temática natalina, onde as atrizes fazem sexo e comem a merda uma da outra! Se isso não for perturbador, então eu não sei o que é!


O filme começa com a famosa abertura da MFX Media, só que em formato natalino. Cuidado, isso pode destruir a sua infância! Na sequencia, vemos Latifa e Karla ( as duas de "2 Girls 1 Cup") enfeitando uma arvore de natal. Debaixo dessa arvore, há dois pratos vazios. Que estranho... não é mesmo? Pra que serve isso? Será que vamos precisar de algum Sherlock Holmes para resolver esse mistério? As duas decidem dormir para a chegada do papai noel, mas não antes de fazerem sexo a noite toda. 

Não darei nenhum detalhe sobre a cena de sexo entre Karla e Latifa, isso é irrelevante! É apenas uma cena de lesbianismo entre duas atrizes não muito atraentes. Quando as duas estão dormindo, eis que surge finalmente o papai noel! Quer dizer, uma mamãe noel bem gostosona!


A Mrs. Claus é interpretada por Andressa (uma atriz que também faz parte do catalogo de filmes da MFX Media). Ela coloca cuidadosamente dois presentes em cada prato, mas acaba fazendo muito barulho e despertando as duas talentosas atrizes! Confesso que me diverti muito com essa cena e seus diálogos patéticos. Uma das atrizes fala que ela deve ter errado o endereço, não foi isso que elas pediram. Então, Latifa responde com aquele tom de voz nojento dela : "A gente queria scat...". 

Quem precisa de presentes quando se pode ter um prato cheio de merda, não é mesmo? Essa Latifa não é normal ! Na verdade, nenhuma atriz da MFX bate muito bem da cabeça...

Your Christmas Scat Wish é "assistível" só até certo ponto. Quando a senhora noel defeca dentro de um prato, as coisas começam a sair do controle. Com o auxílio de um garfo, as atrizes comem toda a merda da Andressa ! As três fazem sexo depois disso e se lambuzam com toda a merda. Beleza, até ai tudo bem. No entanto, a Latifa decide mostrar porque é considerada a rainha brasileira do scat, defecando mais de 200g de merda diretamente dentro da boca de uma delas!


Não coloquei imagens explicitas do filme por questão de bom senso. Imagine Karla beijando com uma bolota de merda na boca beijando a Latifa. As duas atrizes se beijam, comendo a merda recém chegada sem deixá-la cair no chão. Depois dessa orgia, elas colocam tudo no prato para o trio comerem juntas! Rola uma mistura de sexo com banho de merda entre as três, algo difícil de descrever em palavras. No final, Karla também defeca para suas amigas comerem. A minha parte favorita das produções da MFX, é quando o filme acaba e eu retorno a assistir filmes normais de pessoas civilizadas!

O que acharam do retorno de Latifa no Filmes Perturbadores? Acha que devemos falar sobre as outras produções da MFX Media? Você considera esse filme repugnante? Gostaria de passar o natal com Lafita? Deixe o seu comentário!